Embarque em uma nova viagem

O embarque, nas diversas estações da vida, é o que nos conduz para nosso destino. Atrasos raramente são tolerados. Por isso, os dados do bilhete precisam ser atentamente observados.

Embarque em uma nova viagem

O embarque, especialmente em aeroportos, acontece com antecedência por questões de segurança. De maneira idêntica, nas rodoviárias e ferroviárias existe um protocolo a ser obedecido. Até mesmo no trajeto urbano, temos que estar posicionados, em local previamente estabelecido, para que o embarque aconteça. Certamente todos nós já vivemos alguma situação em que, por questão de segundos, perdemos o transporte público. Os segundos de atraso podem representar horas de espera, ou até dias, em alguns casos. Os atrasos no embarque podem ser ocasionados por imprevistos ou por uso inadequado do tempo.

Mas, seja qual for a razão, tais atrasos nos obrigam a reprogramar uma estratégia. Inegavelmente, estar atrasado, causa desconforto e gera ansiedade. Especialmente para os que são mais organizados, a demora em qualquer atendimento, incomoda tanto quanto estar atrasado. Pois, o atraso é percebido por quem espera, como falta de respeito com o tempo alheio. Sabemos que o tempo é um bem que não pode ser recuperado; depois de utilizado.

Por isso, temos uma única chance de usar bem nosso dia e nossas horas. Já que o “agora” não volta. No entanto, programar o hoje de forma coerente exige, na maioria das vezes, um planejamento mínimo. Pois, nem tudo na vida é sustentado por improviso. Sem dúvida, qualquer rigidez excessiva não é benéfica. Mas, a desorganização e ausência de critérios pode representar o caos.

“O conhecimento é o único passageiro que nunca sairá de seu embarque.” Ketely Temper Almela

Prontos para o embarque

Quando, por exemplo, pretendemos fazer uma viagem de férias ou mesmo profissional, os resultados podem ser facilmente otimizados com bom planejamento. Já que, nem sempre planejar é demorado ou maçante, como pensam alguns. Inegavelmente alguns terão mais facilidade de lidar com horários, tendo disciplina para cumpri-los, do que outros. No entanto, mesmo deixando-se um bom espaço para o improviso, a compra antecipada das passagens e a observação do horário de embarque são requeridos.

Uma pessoa está pronta para o embarque quando leva consigo os documentos e objetos necessários para sua viagem. Certamente, isto varia de acordo com cada pessoa e cada destino. Pois, quanto mais longa for a viagem, tanto maior será a necessidade de organização prévia. Alguns países exigem, inclusive, a liberação antecipada de vistos e autorizações, sem os quais o ingresso no destino não é autorizado. O domínio do idioma da nação facilita em muito a comunicação e a desfrutar a totalidade da experiência de uma viagem.

Por isso, se aprontar para o embarque, pode significar anos de estudo e planejamento. Assim como pode ser traduzido como a capacidade de improvisar e reprogramar com agilidade uma rotina. Pessoas prontas para o embarque são aquelas que sonham com o novo, preparando-se para ele. O embarque acontece de maneira espontânea e natural e nenhuma regra é empecilho para os que sabem onde querem chegar.

A sala de embarque da vida

No entanto, viagens não programadas são legítimas e por vezes necessárias. Isto significa ser capaz de usufruir de toda liberdade que tais passeios propiciam. Por isso, nossa vida pode muito bem ser comparada com uma sala de embarque. Já que, existem semelhanças entre as dinâmicas envolvidas no embarque e desembarque, com o que a vida nos propõe. Não por acaso, ao observar estes ambientes, percebemos a diversidade de motivos e momentos de cada um.

Estes são locais onde alguns celebram conquistas, levando na mala doces lembranças. Há, também, os que se despedem, que sofrem com perdas e distanciamentos inevitáveis. Salas de embarque congregam emoções diversas. Lágrimas de alegria e tristeza, mesclam-se com ansiedade, medo, abraços, sonhos sendo realizados ou adiados. Cada mala carrega um pouco de quem somos. No entanto, a inexistência delas pode ser sinal de desapego ou de perdas irreparáveis, que nos obrigam a recomeçar.

Portanto, seja qual for a circunstância, o embarque pode ser para um futuro promissor, para um recomeço ou simplesmente sinaliza o final de um percurso. É importante, por isso, desembarcar os pesos excessivos e embarcar a expectativa que o novo representa.

“O trem da vida continua andando. Então, embarque nele até chegar à estação principal da sua existência.” Ricácia Dantas

Abrindo espaço para o novo

Tudo que é novo nos desafia em alguma medida. Embarques podem ser convites para desbravar novas oportunidades ou caminhos. Perder a expectativa de que a vida nos reserva experiências não vividas é nocivo. Quando não desejamos mais lidar com a possibilidade de mudança ou com o que o futuro nos reserva, é sinal de que um pouco de nós está morto. Mudar não é desprezar a estabilidade ou menosprezar conquistas. Também jamais pode estar associado com ingratidão.

Já que, a verdadeira mudança acontece quando o aprendizado é reconhecido e assimilado, regado por gratidão. O embarque na nova estação coroa um ciclo e sempre representará progresso. Pois, todo processo de aprendizado contempla o erro, e talvez algumas perdas. Mas, isso não é sinônimo de fracasso. As verdadeiras conquistas acontecem quando lidamos com estas transições de maneira coerente. O peso na balança não pode pender exageradamente para o lado do que não aconteceu como gostaríamos ou planejamos.

Temos que ter capacidade de filtrar e equilibrar nossas emoções, sem desprezá-las ou anulá-las. É permitido chorar, se entristecer e viver o luto. No entanto, é desaconselhado permanecer indefinidamente em estado de apatia. Nossa tarefa será sempre a de decidir lutar por nosso futuro e pelos sonhos que temos. Por isso, desembarcar é tão importante quanto embarcar. Pois, não podemos indefinidamente prosseguir por um caminho; às vezes é preciso recalcular a rota.

Desembarcando para embarcar

A chegada é importante, ainda que seja para um traslado ou escala rápida. O embarque, assim como o desembarque, exige coragem, determinação, planejamento e disciplina. Qualquer que seja o desafio que nos aguarda ao final do trajeto, temos que ter certeza de que a jornada nos transforma. Na maioria das vezes a simples decisão de ir nos afeta e modifica.

Portanto, embarcar na jornada da vida, de mala e cuia, como dizem os gaúchos, pode ser determinante na conquista de nossos sonhos. Ainda que nosso bilhete tenha expirado ou tenhamos perdido alguma oportunidade, nunca será tarde demais para recomeçar uma jornada. Só perdem os que desistem no meio do caminho. Pois, mesmo o desembarque em locais errados pode ser facilmente ajustado. O que vai se desvendando a cada nova estação é um pouco de quem somos.

Nossa tolerância à espera é testada; assim como nossas motivações e clareza. No frigir dos ovos, nossa capacidade de usufruir do trajeto é o que torna a viagem prazerosa. Por isso, não importa se percorremos os trajetos a pé, de carro, avião ou bicicleta. Porque, o que precisa ser estabelecido é o destino. Pois, a freqüência de embarques e desembarques de nossa trajetória, contará sempre um pouco de nossa história.

“Trace o generoso caminho de reconhecer a si próprio. Embarque no navio inseguro que é se descobrir.” Murillo Leal

Autor: bygrace

Estou Secretária executiva, amo biografias, escrever, ler e recentemente lancei meu primeiro infoproduto. Desejo contribuir para que mais pessoas assumas seu protagonismo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s