Escolhendo as ferramentas corretas.

A eleição de ferramentas adequadas, determina o sucesso ou fracasso de nossos projetos. Tanto as ferramentas internas, quanto as externas, são decisivas.

ferramentas adequadas

Nem todos possuem consciência das ferramentas que utilizam ao executar tarefas cotidianas. No entanto, o uso delas é instintivo e diário. A chave do carro ou da casa ilustram de forma prática esta realidade. Certamente, é de conhecimento de todos, que existe uma chave correta, sem a qual, a porta não abre. O mesmo é requerido de qualquer bom profissional. Isto é, espera-se que cada um conheça a utilidade e funcionalidade das ferramentas que utiliza. Seja de forma manual, elétrica, eletrônica ou digital, elas foram desenhadas com objetivos específicos.

Portanto, a boa cozinheira sabe que tipo de faca é apropriada para cortar cada alimento. Assim como sabe que panela é própria para cozer os diferentes ingredientes. Igualmente, o habilidoso jardineiro é aquele que domina, não somente as técnicas de poda e plantio, como identifica facilmente a ferramenta adequada para cada atividade. De maneira idêntica, o mecânico precisa conhecer as bitolas de cada parafuso; escolhendo corretamente, a chave correspondente. 

Inegavelmente, o administrador que deseja ser bem sucedido, precisa atualizar-se constantemente, buscando ferramentas adequadas de gestão. Enfim, tudo que fazemos pode ser aprimorado quando utilizamos ferramentas adequadas. No entanto, a eficiência e eficácia de nossos empreendimentos, não dependem apenas de ferramentas físicas ou digitais. 

“O escritor e o fotógrafo utilizam as mesmas ferramentas, mas enquanto um descreve uma imagem com mil palavras o outro descreve mil palavras com uma imagem.” Jefferson Luiz Maleski

As ferramentas internas

Existirá sempre uma parcela emocional envolvida nas diversas dinâmicas da vida. Por isso, assim como a escolha da ferramenta física afeta nosso desempenho; a escolha das emoções também afetam. Nossas emoções foram estrategicamente desenhadas para cumprir um papel. Elas podem simplesmente sinalizar a existência de alguma disfunção, como podem ser a emoção correta; que ajudará a catapultar resultados. Por isso, a capacidade de reconhecer e utilizar os sentimentos apropriados, é decisivo na superação de desafios. Infelizmente, nem todos reconhecem e administram bem suas emoções. 

Porque a mesma importância que existe na escolha do objeto adequado, existe na escolha de nossas emoções. Pois, esta capacidade é determinante quando se pretende ser bem sucedido. Já que, extrair de nosso interior as ferramentas que potencializem nossos sonhos; é o grande desafio da vida. Já que, a arte da escolha adequada delas, pode determinar nosso fracasso ou sucesso. Porque, tanto no aspecto prático da execução de uma tarefa, como no aspecto subjetivo; somente os habilidosos são bem sucedidos. 

Portanto, tanto para o aspecto interno quanto para o externo de nossa tarefa; a mesma regra deve ser aplicada. Infelizmente, muitos de nós continuamos acessando emoções erradas. Isto é, a persistência em manter nosso modus operandi, denuncia certa inabilidade no gerenciamento delas. Por isso, insistir em manter a mesma abordagem, esperando resultados diferentes, retarda a solução. Pois, quando o objetivo é romper um ciclo de fracasso, necessariamente temos que avaliar as ferramentas utilizadas. E neste caso, nossa imperícia deve ser superada com a análise franca e objetiva dos métodos e instrumentos utilizados. 

“Cada ser humano traz em sua bagagem as ferramentas para trabalhar seu destino. Só nós mesmos podemos fazer a nossa estrada, usando nossos pensamentos como engenheiros.” Paola Rhoden

A engenharia da vida

O diagnóstico adequado, em geral, não é simples como parece. Tanto as grandes soluções empresariais de gestão, como a superação pessoal, envolvem tempo, pesquisa e dedicação. Os grandes engenheiros da vida, são os que administram bem as ferramentas internas e externas que possuem. Por mais ousado e bem elaborado que seja um projeto, ele só poderá ser executado com a engenharia correta. Por isso, nunca antes como na atualidade, as corporações buscam profissionais que aliem capacidades técnicas à inteligência emocional. Se essa exigência beneficia as organizações em termos de resultado, quanto mais nos beneficiará no atingimento de nossas metas. 

A engenharia da vida nos ensinará a executar o projeto; equilibrando tais habilidades. O tempo pode ser um grande aliado ou inimigo. Os que decidem aprender com os erros, não repetindo-os, são bem sucedidos. No entanto, o risco de estagnação é iminente, quando nos falta coragem de reavaliar a estratégia. Porque, os seres humanos possuem grande potencial de superação e adaptação. Quando os desafios e os erros são percebidos como parte do processo, extraímos dessas circunstâncias ferramentas muito úteis. 

Somos, igualmente, capazes de criar ferramentas novas ou de personalizá-las. Nem sempre os recursos emocionais, financeiros e intelectuais são abundantes. Por isso, o que separa o homem medíocre dos grandes heróis da humanidade, é sua capacidade de se reinventar. Temos capacidade superior àquela que imaginamos possuir, de transformar nosso mundo exterior, a partir da mudança do interior. A determinação de lidar com algumas fragilidades é parte desta equação. Pois, sem isso, nossa estratégia fica capenga, podendo fracassar.

“Os homens criam as ferramentas. As ferramentas recriam os homens.” Marshall McLuhan

Se eu fosse esperar que as pessoas fizessem minhas ferramentas e tudo o mais para mim, eu nunca teria feito nada.” Isaac Newton

Ferramentas mal usadas

“Os pensamentos que acolhemos, são as ferramentas usadas para pintar o quadro de nossas vidas.” Louise Hay

O mais importante aspecto desta análise interna, é filtrar os pensamentos que acolhemos. Porque, mentes mal treinadas, selecionam ferramentas erradas. Temos que aprender a lidar com as situações, transformando-as em ferramentas para o sucesso. Obviamente seria uma utopia imaginar que não experimentaremos fracassos. Mas, eles também nos ensinam. Por vezes, são melhores professores do que as conquistas. Quem faz boa gestão de suas emoções e filtra pensamentos de derrota ou impotência, é um candidato à vitória. Nossa estatura emocional é medida pela capacidade que temos de usar adequadamente as ferramentas que temos.

Existem pessoas que enxergam oportunidades em circunstâncias extremamente limitadas. Outras, no entanto, se deixam abater diante do mais leve desvio de rota. Basicamente o que se espera extrair de um momento difícil é a capacidade de superação. As abordagens preconceituosas, compostas de pensamentos pré-concebidos, são limitantes. O acúmulo destas experiências formam muralhas que nos separam dos grandes avanços. Pois, somos agentes das mudanças que desejamos implementar. A oposição e as barreiras devem ser transpostas com otimismo e expectativa.

Por isso, fazer uso apropriado dos recursos que possuímos, sem lamentar o que nos falta, é um grande indício de que existe gratidão nos impulsionando. Descartar posturas negativistas e inveja é outro fator importante. Pois, essas definitivamente não são ferramentas que abrirão portas sólidas. Cada ferramenta possui uma utilidade específica e os sábios saberão explorá-las do jeito certo. A personalização de algo é uma das maneiras de deixar nossa marca em tudo que fazemos. Por isso, não faltarão oportunidades na vida dos que souberem identificar e usar adequadamente as ferramentas que possuem.

Autor: bygrace73513376

Sou gaúcha, amo biografias e gosto do desafio de compartilhar fragmentos da minha. Faço parte de uma geração analógica que usufrui dos benefícios da era digital. Por isso, o bygrace é produto de uma jornada analógica, compartilhada de forma digital.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s