Grafite ou diamante?

Se deixar transformar em um diamante é um processo longo e difícil. Sem a ação do tempo, temperatura e pressão somos grafite.

diamante não grafite

Qualquer joia que possua um diamante é muito valiosa. Nenhuma joia é barata, mas, o que a torna valiosa é o detalhado e minucioso processo pelo qual passa. O ouro é depurado quando passa pelo fogo. Ao passo que, o diamante é oriundo de um elemento químico chamado carbono. O carbono transforma-se em diamante, no interior de erupções vulcânicas, nas profundezas de rios e mares.

A palavra diamante tem origem grega, é uma derivação da palavra adamas, que significa indestrutível. Segundo estudos, os primeiros diamantes formaram-se há aproximadamente 2,5 bilhões de anos. Por isso, a frase “diamantes são eternos”, tem sentido.

Do mesmo elemento, carbono, forma-se outro mineral chamado grafite. O que determina se o carbono se transformará em grafite ou diamante são fatores ambientais distintos. Já que, a pressão e a temperatura são os principais responsáveis pela cristalização de seus átomos.

No diamante, a ligação forte dos átomos de carbono é promovida pela exposição à pressão e temperaturas muito altas. Enquanto, no caso do grafite, as condições são bem mais amenas, resultando numa ligação mais frágil e frouxa de seus átomos, que o deixa maleável.

Tempo, pressão e temperatura

Este fenômeno da natureza gera, de um mesmo elemento químico, duas substâncias distintas. Semelhantemente, podemos traçar paralelos do que acontece conosco. O ser humano possui uma essência bruta. Precisamos ser expostos a situações de pressão e altas temperaturas para adquirir resistência.

O que determina valores diferentes ao diamante e ao grafite é sua história. O que transforma sua estrutura age de dentro para fora. Similarmente, nossa beleza é gerada de dentro para fora. Qualquer maquiagem no exterior não é eficiente para esconder o que brota quando somos surpreendidos por adversidades.

A pressão pode nos quebrar, como acontece com o grafite, ou nos fortalecer, transformando-nos em diamantes. Além da pressão e das altas temperaturas, outro ingrediente importante completa este cenário: o tempo. Nada valioso se forma da noite para o dia. Por isso, aguardar a velocidade do processo é decisivo.

O trabalho do joalheiro

No entanto, além da matéria-prima adequada (ouro e diamante), a metamorfose acontece quando os elementos passam pelas mãos do joalheiro. É ele quem lapida a pedra, desenha a joia e dá formato ao ouro. O processo que inicia na natureza, completa-se quando um especialista acrescenta-lhe detalhes. A originalidade da peça é o que confere-lhe o valor de ser exclusiva, transformando-a em única.

Semelhante, outras comparações podem ser feitas em relação à nossa existência. Escolhemos permitir que os processos nos transformem em joias, ou estacionamos em alguma etapa do processo. Cada etapa é importante. Portanto, a ausência de alguma delas deixa o objeto inacabado.

Nenhuma pressão ou temperatura é capaz de nos destruir, quando nossa essência foi associada com a de Deus. Sozinhos não conseguimos vencer os desafios, mas quando Ele habita em nós, temos garantia de que resistiremos. Permitir que o tempo exerça seu papel é igualmente desafiador.

A joia pronta

Quando a joia está pronta, sendo única, torna-se insubstituível. Assim como um quadro de Picasso ou Da Vinci, a joia é agora obra de arte. Nascemos para ser essa joia de incalculável valor, exclusiva. Temos valor inestimável aos olhos do Criador. Por isso, Ele entregou o que tinha de mais precioso para nos resgatar, Seu Filho.

Ninguém pode nos substituir quando descobrimos nossa identidade nEle. Igualmente é importante identificar cada um dos desafios como oportunidades de ser refinado. O último detalhe é acrescentado por Ele, o Joalheiro dos joalheiros. Ele tem um desenho exclusivo para imprimir em nossa estrutura. Não lhe faltam criatividade e bom gosto.

Dizem que a beleza está nos olhos de quem vê. Ele nos viu e desejou; sonhou conosco, quando nossa estrutura era bruta. Pagou o preço para nos ter de volta. Tem poder para nos transformar em joias preciosas. Foi com esse objetivo que fomos criados. Reflexos dEle mesmo, criados à Sua imagem e Semelhança.

Mas, Ele respeita nossas escolhas, deixando-nos livres para decidir. Somos indestrutíveis e eternos, como os diamantes, quando suportamos o processo. No entanto, sem Ele, não aguentamos a pressão, as altas temperaturas, quem dirá a ação do tempo, sendo então, mero grafite.

“Porque os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos os meus caminhos, diz o Senhor. Porque, assim como o céu é mais alto do que a terra, assim são os meus caminhos mais altos do que os vossos caminhos, e os meus pensamentos mais altos do que os vossos pensamentos.” Isaías 55:8,9

“Pois eu bem sei os planos que estou projetando para vós, diz o Senhor; planos de paz, e não de mal, para vos dar um futuro e uma esperança.” Jeremias 29:11

Autor: bygrace73513376

Sou gaúcha, amo biografias e gosto do desafio de compartilhar fragmentos da minha. Faço parte de uma geração analógica que usufrui dos benefícios da era digital. Por isso, o bygrace é produto de uma jornada analógica, compartilhada de forma digital.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s